18 de maio de 2011

Errando e Aprendendo



Sem pensar muito antes eu ria, buscava emoções, até conhecimento onde menos se esperava. O tempo se foi como uma ventania que passou, mas deixou marcas boas e ruins. É tão difícil lembrar-se das coisas boas, contudo procuro sempre elas para construir um futuro.

Ensino médio passa rápido ( não no meu caso ) por ser 3 anos e ter muita revisão, atividades e vestibular. Eu o fiz passar mais lento que o normal, fui reprovado duas vezes no primeiro ano. A primeira vez foi dureza, mas a segunda vez foi tranqüilo. Parece piada, mas é verdade. As vezes as coisas ruins conspiram para nosso bem.

Eu fiquei mais responsável ( podia ter ficado antes ) , tive mais contato com os professores, procurei me destacar mais alem do que eu fazia e tudo isso me redeu grandes amigos que ainda hoje estão presentes em minha vida. Corri muito atrás de recuperar o tempo perdido, todavia tem outras coisas que perdemos nesta corrida maluca.

Eu disse não para meninas nas quais não deveria ter dito não, dei valor a garotas que foram apenas uma folha seca que o vento levou. A falta de maturidade em demonstrar e assumir um sentimento talvez fossem a marca de não ter vivido o equilíbrio.

Não se deve correr quando é preciso só andar. Não se deve falar quando estamos sem palavras. Viver é pensar, agir e fazer o que é certo... Nem sempre o certo é o que queremos no momento, porém é preciso sempre esta refletindo. Tem gente pessoas que aprendem com os erros dos outros, e infelizmente eu não sou uma delas. Aprendo com meus erros, ou, apenas tento aprender.

3 comentários:

  1. Pow, me vi agora! Massa, muito bom.

    ResponderExcluir
  2. Kra damos valor as coisas erradas nos momentos errados isso fode agente!

    ResponderExcluir
  3. é mano, isso mermo, concordo plenamente, não tiro nem coloco nem 1 palavra! Felipe!

    ResponderExcluir